O sobrevoo dos urubus

25 abr • NotasNenhum comentário em O sobrevoo dos urubus

 Já que não dá para viver em Mônaco, na Suiça, e nem mesmo em Portugal, o remédio é escapar das correntes de jato que devastam este país em alguma praia mais discreta do nosso Litoral mesmo. Nada de Capão da Canoa, que engarrafa até num dia de semana no inverno, mas uma praia comum, simples mas que tenha a cesta básica de serviços. A maresia afasta os urubus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »