O salvador da pátria

17 abr • NotasNenhum comentário em O salvador da pátria

De maneira que, agora, é o ex-STF Joaquim Barbosa quem vai salvar o Brasil. Esse país não tem jeito. Como disse o dramaturgo Bertolt Brecht, infeliz da nação que precisa de heróis. Bastou seu nome botar a cabecinha para fora em uma pesquisa eleitoral, que já acham que ele pode ganhar a eleição.

O homem certo no lugar errado

     Basta uma figura pública se salientar no seu campo de atuação que já o querem como presidente. Um bom juiz quase que certamente será um mau governante e vice-versa. Basta alguém ter uma boa lábia populista que já veem nele um líder de massas e infalível nos seus conceitos.

Os imperdoáveis

     O eleitor  comum se agarra no primeiro indício de santidade que aparece na frente. Daí para surgir um fã-clube é um passinho. Dali para o surgimento de espertalhões que tirarão vantagem política e financeira é outro passinho. E daí para uma enorme frustração nacional, leva um pouco mais de tempo, mas ela fatalmente virá.

Criminoso de guerra

     Quem deveria estar nos banco de réus da Corte Internacional de Genebra (ou Haia) é a Samsung e seu maldito corretor. Não bastasse eu estar em casa convalescendo da minha cirurgia, ainda tenho que consertar as bobagens comprometedoras que ele me apronta. Além dessa barbaridade, a tela deu para ficar insensível quando aciono a tecla desejada e sensível como nervo exposto quando não a quero. Assim mesmo, escrevi acionou e saiu “link”. Pode uma coisa dessas?

     Ou então, sabendo que reclamo muito do tablet, técnicos da Samsung estão me sabotando.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »