O Repórter Mandico

3 nov • A Vida como ela foiNenhum comentário em O Repórter Mandico

  Um dos meus tipos inesquecíveis é o Mandico, um funcionário aposentado do Banco do Brasil que foi próximo ao ex-presidente João Goulart. Era sócio da Mesa  Um do finado Restaurante Dona Maria nos anos 1980. Era um sujeito impagável, muito talentoso. Nos anos 1950, mantinha um programa humorístico em uma emissora de rádio de Porto Alegre.

  Na época, o Repórter Esso da Rádio Farroupilha era de escuta obrigatória, o que se repetiu também na televisão brasileira na TV Tupi, do poderoso grupo Diários e Emissoras Associados. O bordão do programa era “Repórter Esso, o primeiro a dar as últimas” (notícias).

  Pândego que era, Mandico então criou no seu programa humorístico uma paródia do Esso, o Repórter Osso. O bordão era um primor: “Repórter Osso, o último a dar as primeiras”. Incomodou tanto a direção dos Associados que Mandico teve que encerrar sua melhor atração.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »