O pirata

8 fev • A Vida como ela foi2 comentários em O pirata

Baile de Carnaval em um clube social de Porto Alegre nos anos 1970. Um grupo de homens e mulheres faz sua festinha particular ao redor das mesas e não na pista, que era comum naqueles tempos. Uma mulher extremamente bonita atraía a atenção de todos, com o namorado enlaçando sua cintura.

Como era rota para o bar, um amigo do grupo passa pelo por eles. Ao vê-lo, o cara que estava abraçado com a mulher bonita foi a ele.

– Cara, que bom te ver! Vem pra cá que vou te apresentar minha namorada!

O outro ficou quieto, olhando para um vago ponto. A banda tocava a marchinha Pirata da Perna de Pau. Respondeu algum tempo depois.

– Melhor não.

O amigão insistiu. Na semana seguinte, a frase fez sentido.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

2 Responses to O pirata

  1. Doris Löff Ferreira Leite disse:

    Fernando
    Meu irmão Guido e eu estamos nos deliciando com o teu site!
    Lembramos muito da Porto Alegre de “alguns” anos atrás.
    Abraços.

Deixe uma resposta para Fernando Albrecht Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »