O palito, onde enfio o palito?

1 fev • NotasNenhum comentário em O palito, onde enfio o palito?

Uma grave deficiência da humanidade é observável quando se vai para um coquetel, mesmo refinado. Onde é que se colocam os palitos, garfinhos de plástico e guardanapos depois de degustados os petiscos? Podem observar, não existe um prato ou recipiente específico, e, não raro, você fica meio sem graça, constrangido. Disfarçadamente, bota em qualquer espaço vago da mesa onde estão os canapés. Já vi gente botando no bolso por falta de opção.

O pior é que não existem cestinhas de lixo nesses ambientes e quando existem, estão longe e sempre escondidas. Certa vez, tentei espetar os palitos numa grande vela de cera como forma de protesto, mas não deu certo. A cera era muito dura ou o palito muito mole.  De outra feita, enrolei o lixinho e levei para o banheiro, mas quando fiz outro estoque de palitos achei um desaforo da organização e botei na mesa onde estavam as bebidas e balde de gelo.

Incrível como a humanidade já botou um homem na Lua e uma sonda em Marte e não bota pratinho de palito em festa. Não consigo entender essa falha. Não somos tão evoluídos assim, no final das contas.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »