O novo

10 nov • NotasNenhum comentário em O novo

O Trump venceu, o novo ganhou. Lá como cá. De cabeça fria e dando uma de profeta do passado, deveríamos saber que ele venceria. O novo. O mundo todo está dando uma volta a mais no parafuso, o retorno ao conservadorismo (não confundir com direita), uma volta aos valores antigos e tradicionais, tudo facilitado com o desencanto com os políticos e com a esquerda, que fracassou miseravelmente nos países que administra.

Mas então Donald Trump não é de direita? Pela ótica da esquerda e do binômio esquerda-direita, essa ditadura ideológica que nos impingiram, sim. Não, não é de centro, nem direita: Trump é falcão. Nos EUA, falcões são os republicanos (e eventualmente até democratas) que pregam a linha dura em uma série de situações como imigrantes, armas, carga tributária etc. Agora, se o próprio partido dele, que sempre o viu com crescente antipatia, vai deixá-lo livre, leve e solto são outros quinhentos. Acho que não.

Por favor, não me entendam mal. Eu não votaria nele, mas não brigo com a notícia.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »