O mico  

14 jul • NotasNenhum comentário em O mico  

 Fomos na tal cafeteria prendada. Pedimos o café da casa. Veio um terço de bule de café, uma jarrinha de leite e dois sanduíches, farroupilha, que não tem erro. Mas esse sim. Consistia de uma fina fatia com leves traços de presunto e um queijo minimalista sabor isopor. E caro. O pão deve ter saído do forno para a posse do governador Borges de Medeiros. Nem preciso falar de preço. Come-se muito melhor nas padarias Pão de Açúcar e Copacabana do Mercado Público. Nem precisa pedir presunto ou queijo extra. E o pão é da hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »