O insustentável peso do terror

18 jul • Caso do DiaNenhum comentário em O insustentável peso do terror

Desde os últimos atentados em solo europeu, potências ocidentais vêm prometendo jogo duro contra o terror, e, certamente, o aumento dos bombardeios em territórios dominados pelo EI fazem parte dessa dureza. Ou não. Quer dizer, é uma reação tímida demais para significar algo maior. Tenho a impressão de que o jogo duro nem mesmo começou, e por um motivo simples: ações grandes não se fazem no curto prazo. E curto prazo aqui são pelo menos alguns meses.

Quanto tempo a Europa irá suportar os atentados? A tese de que não basta matar formigas, e é preciso eliminar os formigueiros, significa guerra. A frase é do jornalista paulista Carlos Brickmann, e ele tem carradas de razão. Como é que a guerra vai se materializar é questão em aberto. Mas dá para sentir no ar que os europeus estão realmente fartos desse status quo, dessas ações ignominiosas levadas a cabo por uma parcela dos islamitas. Isso é doloroso, o efeito xenófobo que o terror causa.

E não tem essa de diálogo com terroristas. Como já disse o general prussiano Carl von Klausewitz, a guerra é a continuação da política por outros meios.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »