O Hino malandro

24 nov • NotasNenhum comentário em O Hino malandro

No caso do Hino, para quem tem problemas de memória, basta ficar atento para o desenrolar de cada frase. Quando chega ao “heroico brado retumbante”, na altura do retum… você já sabe que a tônica é TE. Então só basta fazer “TE” com os lábios, é assim por diante. Serás elogiado pelo patriotismo, e que memória, hein? Pensei que só sabias chutar bola, assim falarão de ti.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »