O fim

23 jun • NotasNenhum comentário em O fim

 Hodiernamente, uma palavra que não se usa mais, os pratos unem o útil ao agradável. Os chefs colocam porções diminutas no prato, e os ingredientes também são poucos, então se economiza grana. Contratam um cozinheiro com tremedeira – de preferência um com uma brutal ressaca – e mandam colocar fios de vinagre e azeita, que costumam chegar à borda perigosa do prato. Vale também para as sobremesas, com fios de geleias, canela e açúcar de confeiteiro na sobremesa mas, por causa da tremedeira, acertam em tudo menos nela. O prato fica todo riscado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »