O emprego de 30 segundos

8 jun • A Vida como ela foiNenhum comentário em O emprego de 30 segundos

A burocracia brasileira conseguiu e ainda consegue despautérios em tal quantidade que explicam porque não somos invadidos por seres mais inteligentes de outras galáxias. Uma delas me deu um emprego de 30 segundos. Foi lá por 1978, quando de vez em quando eu era requisitado para ser ator de comercial de televisão.

Deu-se que o Ministério da Agricultura baixou uma portaria ou coisa parecida proibindo salsichão de ser chamado de salsichão e sim de linguiça camponesa, sabe-se lá porque cargas d’água. Devia ser uma dessas medidas que só fazem sentido para os sacerdotes da ultraburocracia. O Frigorífico Costi, se não me falha a memória, encarregou a agência de fazer um comercial em que o personagem dizia que salsichão era salsichão mesmo que fosse uma linguiça camponesa.

Minha fala era simples. Eu mostrava uma embalagem do produto e enfatizava várias vezes que a linguiça camponesa Costi era a melhor do mercado. No finalzinho do comercial, eu saia de quadro por alguns segundos e voltava para a frase final, dita com a palma da mão na boca como se confidência fosse:

– “É linguiça camponesa, mas pode me chamar de salsichão”.

Sonho em ver um comercial pegando algum tema do politicamente correto que abunda neste país que tivesse uma frase final parafraseando a do meu comercial

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »