O doutor e o trânsito

12 jun • A Vida como ela foiNenhum comentário em O doutor e o trânsito

Em meados de 1974, eu o jornalista Rogério Mendelski mais o falecido colega João Carlos Terlera, setorista da Assembleia Legislativa do jornal Folha da Manhã, onde todos trabalhávamos, tínhamos por hábito almoçar no restaurante da Casa do Povo, no 9º andar. Era o que se chama hoje de point. Tudo o mundo político ia lá, mandava seus representantes ou informantes. Era no tempo em que políticos contavam as novidades para os jornalistas, não o contrário como acontece hoje.

A cerveja era servida em copos de alumínio previamente gelados, o que gelava os dedos quando se o punha nos lábios – os quais também sofriam ameaça de congelamento. Até hoje ainda acho que era algum instrumento de tortura que não deu muito certo.  Então, estávamos a molhar as ideias após o almoço, quando chegou um cidadão e pediu licença para fazer um comentário, sabendo quem éramos.

– Sabem vocês que a Brigada Militar desencadeou uma ofensiva dura e está multando carros mal estacionados em toda a cidade?

Sabíamos, é claro. E até saudávamos a iniciativa – na época, o policiamento de trânsito era feito pela corporação.

– Pois então vocês acham boa a ideia? Digam-me qual é o maior problema do trânsito em todo o mundo?

Não era uma pergunta, era uma afirmação logo ampliada.

– E o que se faz em Porto Alegre? Multamos carros parados.

Levantou e foi embora sem dizer adeus.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »