O dorminhoco

19 out • NotasNenhum comentário em O dorminhoco

 Osório Duque de Estrada, autor da letra do Hino Nacional, era um mordaz adivinho do futuro quando escreveu “deitado eternamente em berço esplêndido”. Não era do tipo “por que me ufano deste país”, ao contrário. Codeloco, como diz meu amigo Toninho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »