O chifre do cavalo

27 jun • Notas1 comentário em O chifre do cavalo

 Para quem não entende de campo, é fácil acreditar que uma das propriedades do ministro Blairo Maggi servia para o tráfico de drogas. Toda a área tem 11 pistas que são usadas pela aviação agrícola e pequenas aeronaves de terceiros, devidamente registradas junto à Anac. Não são aeroportos, são pistas. Portanto, por enquanto é achar chifre em cabeça de cavalo. Mas a mídia tem disso. Blaggi já foi rotulado, julgado e condenado.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

One Response to O chifre do cavalo

  1. Cid Vanderlei Krahn disse:

    E o detalhe: a propriedade, além de ter aproximadamente 54.000 ha é “lindeira” com a Bolívia, assim, o piloto deve ter mentido com o propósito de escapar da acusação de tráfico internacional de drogas, cuja pena é 1/6 a 2/3 maior do que o tráfico interno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »