O barato sai caro

29 dez • Caso do DiaNenhum comentário em O barato sai caro

carros da Brigada militar

 Que besteira e falta de tino criticar a compra de Toyota Corolla para a Brigada Militar. Começa que, nas matérias que li, não me deparei com a opinião de algum engenheiro automotivo ou mecânico grandão. Ser especialista de escrivaninha é fácil, mesmo não sabendo nem como funcionam os quatro tempos de um motor. Aliás, quantos motoristas sabem como funciona o Ciclo Ott?

 O Toyota Corolla não é nem de longe o carro dos meus sonhos, mas reconheço que ele é confiável e tem durabilidade comprovada. Só pode, porque as viaturas da Brigada Militar rodam 24h por dia nas mãos de diferentes motoristas. Queriam o quê, Chevette?

 Ontem, ouvi um colega de profissão desancar a compra do Governo do Estado sob a ótica da mecânica. Perguntei se ele tinha carro, e ele falou que nem dirigir sabe. “Mas é caro pagar R$ 100 mil”, redarguiu. Esse é um dos grandes problemas do jornalismo atual, emitir opiniões sem entender lhufas do assunto em tela.

 Mas é assim aqui no Velho Rio Grande. O ranço campeia. Se não compram carros, critica o governo, se compram criticam igualmente. É assim em tudo. Não admira que nada funcione a contento neste país.

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »