Nova geração…

18 jul • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Nova geração…

Todos ficamos cismados com este país tropical que não consegue sair do buraco, mas há algumas esperanças aqui e acolá. Tenho ido a diversos eventos empresariais e vejo com satisfação que uma nova elite de executivos está se formando e, melhor, multiplicando-se. É gente atenta que sabe melhor das coisas, que não só é o lucro que se busca. Eles procuram gerar um clima de confiança e cumplicidade com seus funcionários. Para isso eliminam regras não-escritas, que mais atrapalhavam que ajudavam os negócios.

…SEM PRECONCEITOS

Um evento que me animou foi o que fui ontem. A diversidade e inclusão nas empresas foi o tema central da reunião-almoço da Câmara Brasil-Alemanha no RS. Falaram sobre as experiências de suas respectivas empresas Filipe Roloff, líder do grupo Pride@SAP, e Julia Soll, da RBS. Em comum, ambos foram enfáticos: diversidade e inclusão em todas as suas formas será, e será logo ali, um imperativo nos negócios.

…E MAIS LUCRATIVOS

Tanto Julia Stoll, da RBS, quanto Filipe Roloff, da SAP, empresa mundial de softwares, chegaram às mesas conclusões. O faturamento e a rentabilidade aumenta quando há paz no ambiente de trabalho. Inclusão deve ser entendida como ampla geral e irrestrita, sejam negros, pessoas com deficiência, gays ou desse espectro. É bom para os negócios.

 OS FRUTOS DA ÁRVORE

Com a preocupação ambiental pelas empresas se deu o mesmo. Lembro que há cerca de 20 anos um professor da UFRGS ligado à causa ambiental me mostrou contente o jornal Gazeta Mercantil e sua nova seção, o Meio Ambiente. Esmaeci um pouco o entusiasmo dele dizendo que onde se lia Meio Ambiente deve ser entendido com “Novos Negócios”, embora seja um bom negócio para as duas partes, como diz o dito popular.

 

 O GATO CHINÊS

 Deng Xiaoping, o sujeito que deu o pontapé inicial no jogo que tirou a China do comunismo medieval e colocou essa enorme locomotiva o que ela é hoje, disse uma frase que fixou famosa. Perguntado se isso não seria uma nova revolução ou algo como traição ao marxismo ortodoxo, Deng respondeu “não interessa se a cor do gato é branca ou preta, interessa que ele cace ratos”. Na época aplaudi o cara ao ler o jornal – quem estava ao meu lado achou que tinha enlouquecido.

ENQUANTO ISSO, NO PAMPA…

Espécie de termômetro da economia, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) avançou 0,3% no Rio Grande do Sul em maio na comparação com o mês anterior, na série com o ajuste sazonal (compensão em razão das diferenças de cada período do ano). O registro positivo ocorre depois de dois meses consecutivos de retração desse indicador no Estado. Menor que a média nacional, mas descolou do vermelho. Outro dado que conforta.

O FOLCLORE QUE ENCANTA

Montagem 47FIFNP_Mauro Stoffel (1)

Começa oficialmente hoje o Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis (RS), que terá como tema a diversidade. Essa é a 47ª edição.

Independentemente do tema, os grupos de dança de todo o mundo se apresentam para o público, coisa de encher os olhos e os ouvidos. Até hoje não entendo como o festival não virou um evento mundial de tão belo que é.

 O Festival terá início com o Acendimento da Chama Folclórica. A cerimônia será no dia 18 de julho, às 19h30min.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »