Notas

24 abr • NotasNenhum comentário em Notas

Os anos de 2018

 Logo após o ano-novo, comentei que teríamos três anos em um só, de janeiro até o Carnaval, depois dele, até as eleições e um terceiro, após o pleito, vulgarmente chamado de o ano do café frio. Pois não é que eu esqueci que ainda tem a Copa do Mundo?

A paradinha

Neste período para quase tudo, a não ser que a Seleção seja eliminada. É como se o tempo congelasse, e a única brecha que ele abre é para a pátria de chuteiras, no dizer de Armando Nogueira.

Frustração

Nos últimos dias da semana passada, Lula sumiu da mídia. Nem mesmo fotos da militância vi. Pode ser que ele retorne com os julgamentos no STF, aliás, vai. Mas para quem pretendia levantar as massas com e sem ovos deve ter sido frustrante. Em tido caso, o Dia do Trabalho vem aí e, sem dúvida, devem estar preparando um bochincho.

Trabalho sem trabalho

O dia 1º de maio sempre me chamou atenção. Como é que em um Dia do Trabalho não se trabalha?

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »