No passado, a evolução

24 ago • Caso do DiaNenhum comentário em No passado, a evolução

 Às vezes, dá a impressão que tudo já foi inventado e que hoje se busca um conceito que é milenar. Um bom exemplo foi a máquina de escrever. Quando ela surgiu, no século XIX, as letras eram agrupadas numa esfera e ela é que se movia e com mais facilidade que o pesado carro, acionado pela mão esquerda. Pois nos anos 1970, a IBM introduziu um novo conceito, a volta ao original. Vá lá, agora ela era elétrica, então bastava um toque na letra escolhida. Mas voltou-se ao início.

 A Aero Magazine desta semana mostra outra volta ao passado. Um dos maios sérios problemas do voo supersônico é o estrondo sônico, uma onda de choque que pode causar grandes estragos se a aeronave estiver nesta velocidade em baixa altura. Então, a Nasa buscou uma tecnologia dos anos 1950 para um protótipo, como o primeiro jato a romper a velocidade do som, o Douglas X3 e o Convair F2Y Sea Dart. De tão simples, chega a doer.

 Em vez de colocar a turbina nas asas ou na cauda, pôs sob a fuselagem, caso dos jatos militares, o motor é montado no topo do avião, então o ruído produzido é desviado “para cima” e não para baixo, rumo ao solo.

 Por isso, ainda não perdi a esperança que, algum dia, os fabricantes de celulares retornem à vocação original, aparelhos para ouvir e falar. Porque a loucura é exatamente esta: os computadores estão cada vez menores e os celulares, cada vez maiores.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »