Mobilidade predial

18 nov • A Vida como ela foiNenhum comentário em Mobilidade predial

Há alguns anos, colega de redação apareceu com seu C3 vermelho-bombeiro com a lateral riscada. Perguntei o que houve e ele me contou que os pilares da garagem do seu prédio são móveis. Sim claro, como é que não pensei nisso? De algum tempo para cá os pilares deram para beber.

Naqueles tempos, como dizia Jesus, uma das piores ofensas era ser chamado de bêbado por palavras ou gestos quando de alguma desavença no trânsito. Hoje, é quase um elogio. Também chamar algum desafeto de “maconheiro” era pedir um duelo. Quanto mais para trás, mais impacto causava na vítima. Fumar maconha era para marginais da pior espécie, epíteto que era quase sinônimo de ladrão.

Pelo que meu olfato me informa, embora sem essa expressão ser usuário da canabis é um esporte nacional envolto em fumacê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »