Mérito Médico

20 out • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Mérito Médico

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers)  homenageou cerca de 150 médicos com 50 anos ou mais de exercício profissional com a entrega da Medalha Mérito Médico 2019. Dentre os agraciados, médicos formados a partir de 1947, como Arnaldo José da Costa Filho, registrado no Cremers com o número 378. O doutor Costa Filho, como é chamado, tem 97 anos, participa ativamente da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina e é intérprete de Lupicínio Rodrigues no grupo musical Médicos e Música.

Outro homenageado é o médico do trabalho Ubirajara Resende Mattana, que nasceu em 10 de outubro de 1933. Com 86 anos recém completados, ele ainda atende em sua clínica, em Montenegro. O doutor Ubirajara foi escolhido para falar na cerimônia em nome de todos os homenageados.

Para o presidente do Cremers, Eduardo Trindade, o reconhecimento a esses profissionais é a melhor forma de comemorar o Dia do Médico. “Temos que conhecer o passado para construir o futuro. Muitos desses profissionais ainda estão prestando serviço, o que é um exemplo para todos nós”, afirmou.

O Hospital Moinhos de Vento teve uma programação especial nesta sexta-feira, 18 de outubro, quando se comemorou o Dia do Médico. O corpo clínico participa do tradicional café alusivo à data. O momento também será marcado pela homenagem aos profissionais que passam a compor a Galeria da Excelência Médica.

Os médicos foram recebidos pelo CEO Mohamed Parrini e os superintendentes de áreas no hall do 8º andar do prédio B. No evento, são anunciados os quatro nomes que integram a galeria. O tributo busca valorizar profissionais que colaboraram com a história da instituição e a medicina no Estado.

Um levantamento da ePharma, especializada no gerenciamento de benefícios de medicamentos, indica que aumentou a participação do consumo infantil na lista dos produtos mais vendidos nos programas empresariais de assistência farmacêutica. No primeiro semestre, 90.839 foram destinados aos filhos e dependentes dos beneficiários de até dez anos de idade. O volume corresponde a 7,8% do montante total, o maior percentual já registrado no banco de dados da empresa.

Com 1.568 unidades comercializadas, o líder no ranking foi o Predsim, destinado a casos de rinite alérgica. Na sequência, aparecem o Novalgina (1.303 unidades) e o Alivium (1.287), para reverter dores e quadros de febre. Outros dois remédios para doenças respiratórias ocupam o top five – o Allegra, em quarto, com 1.281; e o Astro (para o combate à sinusite e à faringite) em quinto, com 1.188.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »