Crescendo para baixo

8 mar • NotasNenhum comentário em Crescendo para baixo

Fica uma sensação de melancolia para quem, como eu, começou na Zero Hora quando era na rua Sete de Setembro, Centro de Porto Alegre, e oficina na Cidade Baixa, viu o Maurício e Jayme comprarem a parte de Ary de Carvalho e transformar a RBS na gigante que ainda é. A melancolia? Santa Catarina tem mais futuro do que o Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »