Medalha de Ouro

26 jan • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Medalha de Ouro

Deu na Zero Hora de quinta-feira passada:

O fim da obrigatoriedade de empregados pagarem contribuição sindical, definida pela reforma trabalhista de 2017, tem levado os sindicatos no país a traçarem estratégias para garantir a arrecadação. Uma delas promete polêmica. Algumas entidades no Rio Grande do Sul estudam restringir os avanços das convenções coletivas – como reajustes, pagamentos de adicionais noturnos e auxílio-creche –, apenas aos empregados que sejam sindicalizados e paguem a taxa negocial. Os demais não seriam contemplados.

Zero Hora apurou que, pelo menos, quatro grandes sindicatos no Estado consideram a restrição um “instrumento de justiça” porque beneficiaria quem efetivamente sustenta a organização da categoria e avaliam sua inclusão em futuras convenções. São eles: Sindicato dos Empregados do Comércio de Porto Alegre (Sindec), Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (Sinmgra), Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte de Porto Alegre (Stetpoa) e Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários.

Esta manifestação se enquadra na categoria Ouro na Olimpíada Fim da Picada. Como pode um sindicato deixar de lado nos reajustes salariais quem trabalha no mesmo emprego que aqueles que contribuem para a instituição? É quase chantagem. Os caras perderam a noção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »