Inteligência artificial

9 nov • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Inteligência artificial

DURANTE o mês de novembro, o físico Marco Idiart estará no Instituto Ling falando sobre inteligência artificial. Em um curso rápido e com linguagem acessível, o professor e pesquisador apresentará os avanços dos estudos nessa área e as similaridades e diferenças entre a inteligência humana e a reproduzida por softwares e outros mecanismos. A atividade tem duração total de quatro horas e será dividida em encontros nos dias 13 e 20, sempre nas quartas-feiras, das 19h30 às 21h30. As inscrições custam R$ 199,60 e podem ser feitas no site www.institutoling.org.br ou na bilheteria do centro cultural. Marco Idiart é professor titular do Departamento de Física da UFRGS, doutor em Física pela mesma universidade, com pós-doutorados na Universidade de Brandeis e no MIT, ambos nos Estados Unidos.

A IDEIA sobre inteligência artificial não é nova e pode ser associada ao pensamento de Aristóteles, ainda na Antiguidade. Mas foi só na década de 50 que ela ganhou esse nome, quando o professor universitário John McCarthy profetizou que as máquinas resolveriam problemas e executariam tarefas até então reservadas aos humanos. Durante o curso, Idiart explicará o que é inteligência artificial, desde a relação que estabelece com a inteligência humana, até a discussão sobre os avanços extraordinários dos últimos anos. Entre mito, ficção científica e previsões futuristas, o físico mostrará os reais benefícios que a inteligência artificial pode trazer e os possíveis desafios para a humanidade.

A ASSEMBLEIA Legislativa sediará nesta segunda em reunião almoço na Sala Júlio de Castilhos a 3ª reunião de trabalho do programa Cresce RS. O encontro, promovido pelo Parlamento e pelo governo do Estado, servirá para apresentação dos prazos de conclusão dos 18 projetos incluídos no âmbito do programa.

Definido como “um conselho de Estado formado por entidades empresariais, reitores e chefes de poder”, o Cresce RS foi criado para acompanhar a execução de projetos definidos como prioritários para incentivar o crescimento econômico do Rio Grande do Sul. Os projetos foram divididos em três eixos: infraestrutura e logística, desburocratização e fomento dos bancos públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »