Humanidade porca

2 nov • Usos & CostumesNenhum comentário em Humanidade porca

Indian Travel Destination Beautiful Attractive

Escalar o monte Everest (8.848 metros de altura), no Nepal, costuma estar associado a histórias de superação e adrenalina, mas um problema: não há banheiros nos 37 quilômetros que separam a base do acampamento do topo da montanha – uma travessia que dura de 6 a 8 semanas.

Problema sanitário

O fato poderia ser apenas uma anedota constrangedora, mas se transformou um problema ambiental, informa a Folha Press. Com o aumento dos alpinistas no local nas últimas décadas (mais de 4 mil pessoas subiram a montanha desde 1953, data da primeira expedição bem-sucedida), também cresceu a quantidade de fezes deixadas pelo caminho. Esses dejetos não se decompõem na neve.

Multar resolve?

Desde 2014, o governo do Nepal passou a obrigar os alpinistas a voltar à base com oito quilos de fezes, instaurando uma multa de US$ 4 mil para quem descumprir a regra. Os dejetos trazidos pelos alpinistas até a base do acampamento são levados por uma equipe de cerca de 30 carregadores até a cidade de Gorakshep, a uma hora de distância do monte, para depositá-los em fossos. Apenas neste ano, os carregadores recolheram 12 toneladas de dejetos.

Conclusão

Tudo que o homem bota as mãos ou os pés estraga. Quando não derruba, suja.

Jornal do Comércio

Leia a assine o JC clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »