Henry Ford, o malandro

8 dez • NotasNenhum comentário em Henry Ford, o malandro

Uma das melhores histórias sobre empreendedores que já contei é do fundador da Sony, Akio Morita, que lançou o primeiro rádio portátil, o Spika, em 1956. Ele era pequeno, mas não cabia no bolso das camisas, alegavam os lojistas, ainda presos ao conceito que rádio bom era rádio grande. Morita então mandou aumentar os bolsos das camisas dos vendedores.

Henry Ford também não era mole. No final dos anos 1920 ele pediu ao fabricante do cardã (ou cardan), que transmite a força do motor ao eixo das rodas, que enviasse estas peças em caixas de madeira. O sistemista então argumentou que elas, relativamente compridas, ficariam soltas na embalagem. Não faz mal, é só botar mais madeira dentro das caixas para calçá-las, explicou Henry Ford.

Depois de algum tempo a Ford lançou a primeira picape da história. O assoalho era de madeira, sem custo nenhum para a montadora. Usava as embalagens em que eram embalados os eixos cardã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »