Galeto de lá, galeto de cá

23 ago • Caso do DiaNenhum comentário em Galeto de lá, galeto de cá

Fiquei sabendo que o que nós gaúchos chamamos de galeto, no Rio de Janeiro, tem outro significado. Recebi um e-mail da rede de franquias O Galeto que procura interessados no negócio, com taxa de admissão R$ 250 mil. Pelo que entendi, o galeto deles é na brasa, e é comida típica portuguesa. O nosso galeto começou na Serra Gaúcha, tradição dos italianos. Conta a lenda que, depois que as passarinhadas liquidaram com as aves, eles as substituíram por franguinhos em situação de vulnerabilidade.

Não sei como o governo não vê uma coisa dessas. Se bem que tem uma coisa. Há quanto tempo vocês não comem um galeto de verdade? O que comemos é frango, um galeto maior de idade. Quando o frango atinge a maioridade penal, ele vira galinha. E não tem muita escolha. Ou bota ovo ou vai para a panela. O bom que o galeto gaúcho é prato com muitas opções. Hora é galeto, polenta e massa; hora é massa, polenta e galeto; ou polenta, galeto e massa, a gente até se perde com tanta variedade.

E tem a sobremesa. Geralmente, as nossas galeterias oferecem os doces em tigelinhas com porções tão pequenas que nem dá nem sentir o gosto. A gente sabe que é sagu quando é vermelho bordô, e pudim quando a cor é de amarelo-desmaio. No arroz-de-leite, que se identifica por ter pitadas de pós marrom por riba. É canela. Naquelas cumbuquinhas, cabem folgado pelo menos uma dúzia de grãos de arroz.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »