Fogo de chão

12 dez • NotasNenhum comentário em Fogo de chão

Eu tenho um princípio: quando você faz um evento ou festa, faça bem feito. Foi o caso de sábado em Camaquã. Vamos lá para um detalhe: os churrasqueiros vieram de Aceguá, fronteira com o Uruguai. Os caras conseguiram algo sempre difícil, assar em fogo de chão por seis horas e a carne ficar suculenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »