Falou tudo

16 mai • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Falou tudo

Definição perfeita do momento é do economista Sidney Souza Nehme, da NGO Associados: o mundo tem uma linha tênue que separa a realidade e a ficção, já que não há clareza para que se estabeleçam convicções sobre isto ou aquilo, tendo em vista que a crise do coronavírus não tem prazo de validade, e, em face disto causa muito burburinho sobre as formas de sair deste quadro tenebroso, sem menos se saber o quanto já se está dentro.

As colunas da criançada I

Desde que assumiu também a Direção Médica do Hospital da Criança Santo Antônio (além do Hospital São Francisco), o médico Fernando Lucchese oficializou o serviço de cirurgia de coluna pediátrica, primeiro do estado dedicado exclusivamente ao tratamento dos problemas da coluna da criança e do adolescente.

As colunas da criançada II

Somente no ano passado, a equipe comandada pelo cirurgião de coluna Samuel Conrad realizou mais de 1,5 mil consultas e cem cirurgias de alta complexidade dedicadas a casos de deformidades na coluna de crianças e adolescentes. O hospital realiza um dos maiores volumes de atendimentos na área de escoliose no estado.

Fim de festa…

Até onde a vista alcança viajar de avião vai ser bem mais caro do que até agora. Segundo a Iata, em um primeiro momento, os bilhetes podem até baixar, mas depois as aéreas terão que subir o preço para compensar a demanda baixa. Segundo o Valor Investe, o aumento será entre 43% e 54%. A variável é se a retomada dos vôos obedecerá esta previsão.

https://www.banrisul.com.br/bob/link/bobw27hn_promocao.aspx?secao_id=3694&secao_nivel_2=3694&secao_nivel_1=2103&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=cartao_cred_virtual&utm_content=centro_600x90px

…e talheres de prata

A se confirmar a previsão, voltaremos ao tempo em que só rico podia viajar de avião no Brasil. As mulheres usavam longos e chapéus, os homens não dispensavam chapéus Ramenzoni, entre outras marcas. As refeições servidas a bordo eram de primeira linha. Na Varig, os talheres eram de prata. Que em boa parte das vezes eram levados pelos passageiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »