…e o chá do Formigão

6 jul • NotasNenhum comentário em …e o chá do Formigão

 Naturalmente que começaram a beber desde cedo. Quando veio a feijoada, o sambista comeu tanto, que começou a se sentir mal. Vou morrer, repetia, suando frio. Alarmada, dona Zica foi no quintal e colheu todas as ervas milagrosas que plantava, carqueja, boldo e outras. Ferveu o conjunto de ervas em uma chaleira cheia até as bordas e, em seguida levou, um copo grande do chá para Ciro. Beba, disse ela. Ainda pálido e suando muito, Ciro respondeu.

 – Mas chá sem biscoito, Zica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »