Diário da peste

30 mar • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Diário da peste

imagemd e mãos usando alcool gel para o diário da peste de fernando albrecht

O PROBLEMA dos especialistas é que eles são Deus. Pelo menos na cabeça deles. E o problema dos modelos matemáticos é que eles não levam em conta variáveis dos alvos que os levaram a essa futurologia matemática.

Imagem: Freepik

UM segundo, mas não menor problema dos modelos matemáticos é que não levam em conta o Princípio da Incerteza, do físico alemão Werner  Heisenberg. Podemos calcular a posição e a velocidade de uma partícula, mas nunca ao mesmo tempo. Claro como água de geleira.

MODELOS matemáticos não levam em conta variáveis absolutamente aleatórias. O imponderável. Por isso que erram tanto.

600x90

QUANDO os tais modelos e seus autores projetam 500 mil a 2 milhões de mortes no Brasil pelo coronavírus, levam em conta a adaptação do vírus pelas pessoas? Sim, dirão eles. Mas por que os modelos matemáticos iniciais previram mortandade nas crianças, além dos idosos, o que não ocorreu até agora?

SERÁ que levaram em conta para seus modelos o fato que criança pode ter baixa imunidade, mas que as células novas surgem rapidamente, o que não é o caso dos idosos?

QUANDO um familiar idoso tem câncer costumamos dizer “ainda bem que ele é velho”, porque nessa quadra da vida a evolução do câncer e mais lenta, diz minha filha Fabíola, doutora em Medicina de Equinos. Mas também  com alto conhecimento de genética e imunologia tanto de animais quanto humanos.

PRONTO. Você dirá como pode uma veterinária entender de vírus humanos. Está vendo? Você está começando a se achar Deus.

BOA parte dos inventos incluindo medicamentos se deu por acaso ou foram pensados para uma doença, mas são eficazes em outra, neste último caso.

Ser a PESSOA certa em momento certo é difícil de acontecer. Então se ponha no lugar de Deus. Você nem receberia um médico desconhecido e humilde que diz ter algo extraordinário que descobriu. Imaginem o que deve ter de gente boa por aí com ideias brilhantes sobre, por exemplo, o coronavírus.

Mas DEUS é surdo.

ACONTECE muito no jornalismo atual. O repórter sai da redação com uma forma a qual deve caber qualquer realidade. Quando vai a campo, descobre que ela não cabe na sua forma. Então a realidade que está errada. Tenho saudade do tempo em que repórter reportava. Hoje, repórter é colunista.

PENSAMENTO DO DIAS

Como todo surdo, Deus rejeita aparelhos auditivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »