Deu praia em Canoas

4 jan • A Vida como ela foiNenhum comentário em Deu praia em Canoas

Fernando Albrecht conta o causo da garota que disse ter ido para a praia em Canoas

Encosto a flamante Vespa, que peguei emprestada do meu primo, no meio-fio em frente à uma mansão na rua Dr. Timóteo. Uma garota dos seus 19-20 anos está encostada no portão girando as chaves da casa, supostamente. Tinha recolhido o jogo do bicho de pontos do Mato Sampaio, hoje Vila Bom Jesus, porque meu primo não podia. Dinheiro no bolso, no esplendor dos meus 20 e poucos anos, início da noite de um sábado de um quente janeiro.

Saquei a criatura de cara. Empregada fingindo ser da família, que, obviamente, deveria estar na praia porque a garagem estava vazia. As chaves completavam a armação. Não era bem uma beldade, mas era o que a casa oferecia. Tem horas que predador não pode ser exigente. Boleei a perna e comecei aquele papinho furado que se faz quando se começa a cantada, nome, flor preferida, Capital ou Interior, se estuda etc.

– Estou tirando Medicina – falou ela, de forma que deveria ser esnobe, mas só reforçou a mentira.

– Maravilha! – menti eu também e sem perguntar por mais detalhes para não constranger a caça, que começava a entrar no clima. Pé-de-borracha naquele tempo fazia milagres, mesmo os com duas rodas. E fui levando o lero para chegar ao dá ou desce.

– E tu, não veraneias, não vais para a praia?

– Claro que sim! – disse ela.

Não deveria ter perguntado, mas escapou.

– Em qual praia?

– Em Canoas

Aí já era demais.

– Como assim, Canoas? Não tem mar em Canoas!

E a petulância:

– Como que não? Claro que tem praia em Capão das Canoas!

Não consegui frear a risada, e, com ela, sepultei o combate de Eros que parecia certo. Eu e minha boca grande.

Foto: Freepick

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »