Criação de sapos

1 mar • Caso do DiaNenhum comentário em Criação de sapos

Sapo parado sobre piso de uma casa

Já tomei a decisão: vou comprar sapo e deixá-lo livre e solto na minha casa. Sapos adoram comer mosquito. Ele terá uma dessas banheiras de nenê para se refrescar amarrarei uma minissineta na perna dele para não se pisar nele. Por onde vá, meu povo cuidará bem onde pisa.

Meu acordo: todos os mosquitos do zika & cia que ele conseguir comer em troca de casa e comida – ele me dirá o que mais quer na dieta além dos mosquitos. Peixinhos de aquário, não sei, vou ter que ver o que a sapaiada come. Se der certo, arrumarei uma sapa para que tenham muitos sapinhos e sapinhas. O que mais um batráquio pode querer?

Na garagem do prédio, já fechei parceria com duas lagartixas, que também são assassinas do bem. Idem as aranhas. Estão fazendo um bom trabalho, acreditem. Se der certo, posso até ser um bem-sucedido cabanheiro de sapos.

Só tenho um receio mais adiante. Vamos que eles engordem demais e fiquem lerdos e procure a Justiça para exigir seus direitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »