Contabilidade secular

25 jan • NotasNenhum comentário em Contabilidade secular

Leio que o FBI levaria 103 anos para decifrar todos os dados e códigos da Odebrecht. E todos nos admiramos como a empresa tomou estes cuidados com os mordedores oficiais e a quem ela ofereceu dinheiro. O que não li é que, para grandes empresas desse ramo, oferecer suborno ou aceitar ser mordida faz parte do negócio.

Como jornalista, na maioria das vezes, não tem memória, como o Brasil, refresco uma informação antiga. Nos anos 1990, a Odebrecht foi citada na imprensa paraguaia – e dela para a brasileira – por ter subornado um ministro de Estado. Só não recordo se a inciativa foi dela ou da autoridade paraguaia.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »