Como agradar defunto

18 dez • Caso do DiaNenhum comentário em Como agradar defunto

 Com alguma experiência em campanhas eleitorais e milhares acompanhando usos e costumes políticos, dou de lambuja um conselho para os candidatos das eleições de 2018. Se perder o velório de alguma figura pública ou privada que exige sua presença, nunca se dê ao trabalho de ir na Missa de 7º dia com desculpas esfarrapadas pela ausência. Não, a solução é outra.

 Não percam é a missa de 30º dia, que costuma ter meia dúzia de gatos pingados, quando muito, mais a família, menos pessoas de que ratos nas igrejas. Ao vê-lo, a família dirá “este sim era amigo do falecido (a), veio até para a missa de um mês”.

 De nada. Essa é degustação. Tenho outras, mas não atendo pelo SUS ou convênio.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »