Bocó de mola

16 jul • Sem categoriaNenhum comentário em Bocó de mola

bocó de mola

Outra história da minha curta carreira teatral deu-se em São Vendelino, também nos tempos de calças curtas migrando para as compridas, ritual de passagem que, na época, dava-se acima dos 10-12 anos. Era a glória não usar mais as calças curtas, mas os suspensórios ficavam. Cinto era o upgrade seguinte. Em finais de semana, alguns moradores criaram uma troupe que se apresentava em escolas da região, uma das poucas diversões do tempo em que nem luz elétrica constante existia.

Eram sketches curtos, de humor ingênuo dos anos 1950. Tanto enchi o saco da chefia do grupo que me deram uma chance, depois que mostrei reservadamente meu número. Cá pra nós, não era ruim. Não sei se copiei ou criei, para ser honesto. Eu entrava no recinto da escola com chapéu e começava a procurar um lugar para pendurá-lo. Como não havia algo para pendurá-lo, peguei o giz e desenhei um “L” no quadro-negro e pendurei o chapéu na ponta.

Murmúrios gerais, palmas para o mágico. Segundos depois eu recolocava o chapéu na cabeça não sem antes tirar um preguinho que coloquei na ponta de baixo do “L”.  Repeti o quadro em outras apresentações, até que enchi do número. Implorei por nova chance. Certa noite, mostraram-me o roteiro do meu novo número. Eu tinha que me esconder dentro de uma barrica e subir, de repente, como o brinquedo bocó de mola.

O que não me contaram era que eu dava esse pulo depois de receber uma bacia da água mais gelada que o dinheiro podia comprar. Alegando princípio de pneumonia – foi num inverno – pedi demissão do cargo.

Sic transit gloria mundi.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »