Amor sincero

20 jul • A Vida como ela foiNenhum comentário em Amor sincero

“Nunca se conhece realmente um homem até que se divorcie dele.” A frase é da atriz de Hollywood Zsa Zsa Gabor, húngara de nascimento. Ficou famosa nos anos 50 e 60 menos pelo desempenho nas telas e mais pela desenvoltura na cama, para a qual sempre atraía milionários generosos. Na realidade, os caçava. Exigia – e recebia – joias, vestidos, peles e mansões de milhões e até de dezenas de milhões de dólares. Para ela, até os pão-duros abriam as guaiacas. E ela não fingia que era por amor, coisas assim, dizia alto e claro para eles e principalmente para a imprensa que era pelo dinheiro deles. Na minha opinião, era uma mulher honesta.

Lembrei de uma crônica de um dos meus prediletos, o escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues, em que ele, bem ao seu estilo, cunhou uma das suas tantas frases imortais: o dinheiro compra até amor verdadeiro.

Ex-marido é uma coisa, ex-mulher é diferente. Ex-mulher é para sempre.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »