Amenidades de sexta

13 jul • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Amenidades de sexta

O meu amigo Paulo Motta postou uma frase muito boa, bem ao estilo irreverente que gosto: “Você está muito sensata, precisa consultar um psicopata”. Lembrei de uma dos anos 70: sabem qual a diferença entre um neurótico, um psicopata, um psicótico e um psiquiatra? O primeiro imagina castelos no ar, o psicopata realmente vê os castelos e o psicótico mora neles. O psiquiatra? Cobra o aluguel. Nada pessoal, doutor, são apenas negócios.

Tristezas de sexta-feira

O Brasil joga no ralo um volume significativo dos recursos aportados no setor, em razão do excesso de obras que são interrompidas antes da entrega. O trabalho, da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra dados impressionantes. São 2.796 obras paradas, sendo que 517 (18,5%) são de infraestrutura. O saneamento básico lidera, com 447 empreendimentos interrompidos durante a fase de execução.

Mal de origem

Todos os presidenciáveis receberam cópia do estudo da CNI, mas é bem provável que as 43 páginas do trabalho acabem no fundo de alguma gaveta do partido do candidato. Na melhor das hipóteses, ele dará uma olhada, mas é mais provável que a gaveta seja o destino. Esse é o tipo do ralo que o País nunca conseguiu resolver, obra começada e não terminada. Como sempre, foi feito em cima do projeto básico e não do projeto executivo, quando realmente se sabe o que se gastará na obra.

O voo do boi

Costumo repetir que já vi boi voar e passarinho pastar, mas sempre aparece uma nova no reinado do quase inacreditável. Uma turista americana queria levar consigo, no avião de volta para os Estados Unidos, uma granada de artilharia da II Guerra Mundial que ela encontrou durante uma visita à Áustria. Quando passaram o Raio X na mala dela o alvoroço só não foi maior porque ela avisou o que levava.

Quebra conjunta

A Bolsa subiu e o dólar caiu com alívio na tensão entre EUA e China. Olha, embora sempre exista espaço para o imponderável, a possibilidade de uma guerra que inicia a derrocada do comércio mundial em especial das duas potências é mínima. Trump pode ser louco, mas não é burro. Imagina se os chineses venderem em bloco os títulos do Tesouro americano que têm em carteira. Quebrariam os dois.

Jornadas do Trabalho

Balanço das Jornadas no RS - dep. Ronaldo Nogueira

Comemora-se hoje o primeiro aniversário da assinatura da Lei da Reforma Trabalhista, idealizada pelo deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS). Durante as últimas semanas uma dezena de municípios gaúchos recebeu as Jornadas Brasileiras de Relações do Trabalho, em que a reforma foi explicada para o público em geral pelo próprio deputado Nogueira, coordenador das Jornadas, e pelo ministro do TST Aloysio Corrêa da Veiga. O encerramento da etapa gaúcha será hoje às 12h, no Sheraton. A reunião-almoço já tem as presenças confirmadas do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Ronaldo Fonseca, entre outras autoridades federais e locais.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »