Ah, que delícia de guerra

12 nov • Caso do Dia, Notas1 comentário em Ah, que delícia de guerra

Resumo da batalha de ontem: candidato à Prefeitura de Porto Alegre, o ex-prefeito José Fortunati PTB, jogou a toalha. Desistiu da candidatura provavelmente porque sabia que o TSE levaria muito tempo ou homologaria a decisão do TRE. Afinal, foi de goleada, 6 a 0. O vice André Cechini, do Patriotas, não se desfiliou a tempo do DEM.

VIÚVAS INCONSOLÁVEIS

Mancadas dos jurídico dos dois partidos, a renúncia… não, nem preciso me alongar, estrepou a campanha. O que tem de viúva do Fortunati por aí não é mole. Sem falar nas viúvas que ainda não sabem que são.

PENSANDO BEM…

Boa parte delas, talvez a maior parte, vai casar com Sebastião Melo. Talvez não de véu e grinalda, mas vai. Mas sem beijo na boca. Nem que se divorciem depois da eleição.

OPÇÃO DE CASÓRIO

A foto de Fortunati vai estar na urna. Se o eleitor confirmar, é voto nulo. Grande beneficiário: Sebastião Melo, que estava ali ali com ele nas pesquisas. A tecla fica na mesma urna. O prefeito Marchezan Jr. também estava no grupo da ponta, mas seu nível de rejeição é muito alto.

https://www.banrisul.com.br/pix?utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=pix_cadastro&utm_content=centro_600x90px

PODE, PODE…

…que alguém do segundo time decole em pista de quatro dias e chegue lá. Pode. Em princípio, se a candidata do PCdoB Manuela D’Ávila não vencer no primeiro turno, o que parece difícil, Melo vai para o segundo turno. Aí vai ser grenal. Todos contra a comunista que não se diz mais comunista.

DIGAMOS…

…que Marchezan Jr. chegue ao segundo turno contra Manuela. O que vai acontecer pode ser resumido em uma frase do treinador Zagalo quando venceu a copa dos EUA: vocês vão ter que me engolir.

FUME, MAS NÃO TRAGUE

Vai ser a primeira eleição em que metade do eleitorado vai votar de nariz tapado. Bueno, não precisa tragar, como disse Bill Cinton sobre a maconha que fumou, mas não fumou.

VOANDO POR INSTRUMENTOS

Como o eleitor de Fortunati ainda não processou a desistência do seu candidato, temos aí um grande número de votantes analisando as opções. As pesquisas feitas não servem nem para em embrulhar peixe. Se os pesquisadores entraram em campo ontem, dificilmente vão pegar a real. Talvez sexta e sábado se tenha mais clareza.

EXERCÍCIO DE ESQUECIMENTO

Interessante artigo de Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Consumo (IBEVAR). Ei- lo.

“Um exercício consiste em dispor um conjunto de pessoas em uma fila. O primeiro conta alguma coisa com um certo nível de detalhes ao que está imediatamente ao seu lado. Este, por sua vez, após ouvir atentamente o primeiro, repassa o que acabou de ouvir para a pessoa colocada ao seu lado. O processo segue até o fim da fila.

Então o último é convidado a dizer em voz alta o que ouviu. Esse relato é confrontado com a mensagem inicial.

Invariavelmente todos se divertem muito percebendo que aquilo que o último disse ou tem pouca relação com a mensagem inicial, ou pior, é o oposto do que foi incialmente dito.

One Response to Ah, que delícia de guerra

  1. Martha Aulete disse:

    Bom…, e aqui no Brasil o freio para o desenvolvimento continua. Relembrando algo bem recente, na política também. Nossa enganação emotiva diária. Observe:

    Com a “Copa das Copas®” do PT® em vez de se construir hospitais, construiu-se prédios inúteis!

    E não esquecer. Eis:
    Digno de espanto, se bem que vulgaríssimo, e tão doloroso quanto impressionante, é ver milhões de homens a servir, miseravelmente curvados ao peso do jugo, esmagados não por uma força muito grande, hercúlea,
    mas aparentemente dominados e encantados!
    apenas pelo nome de um só homem [lula]
    cujo poder não deveria assustá-los,
    visto que é um só (lula –, o vigarista apedeuta).

    O PT é puro putifarismo. Os petistas são putifaristas.

    Prejuízos do PT ainda permanece. As consequências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »