A vez do capitão

30 ago • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em A vez do capitão

Fui ver o Jair Bolsonaro no almoço do Brasil de Ideias da Revista Voto, da competente Karim Miskulin. Não se enganem com o homem, de burro ele não tem nada. E mesmo que não tenha conteúdo, no sentido de entender de macroeconomia, ele tem raciocínio ágil e sabe que um político para ter sucesso tem que saber a FORMA de mandar um recado ou responder a uma pergunta. Goste-se dele ou não, ele é do ramo.

O rei do aplauso

A salão do Sheraton Hotel estava lotado de empresários, executivos, e políticos. Vi muita gente estranha a esse tipo de evento, então presumo que muitos eram do interior do Estado. Não lembro de ter visto, no passado recente, um candidato arrancar tantos aplausos e “bravo” ao longo da sua peroração. E nem tanta gente querendo selfie com ele.

A conquista do eleitorado

Bolsonaro tem carisma, goste-se ou não dele. Sabe se comunicar e, principalmente, consegue atrair fãs-eleitores mesmo entre gente que, em princípio, não é do seu espectro sócio-econômico-cultural. Vi uma senhora milionária dizer para sua amiga ao lado que achou o seu candidato.

No segundo turno

Se ele se elege é questão em aberto. Mas acho que estará no segundo turno, mantidas as atuais condições de temperatura e pressão. Como Lula, tem rejeição pra mais de metro, o seu grande problema. Porém, vivemos em um país onde até a rejeição é reversível.

E Haddad?

Quem deve crescer é Fernando Haddad, do PT, que está lá embaixo nas pesquisas. Acredito que ele terá parte dos votos de Lula quando a militância finalmente se der conta de que o mártir não será mesmo candidato. É acreditar em milagre.

Gilmar dixit

Nós criamos um mártir, Lula. Ministro Gilmar Mendes, nós quem? O Supremo Tribunal Federal, ou o próprio Lula, que soube habilmente transformar limão em limonada? A esquerda sempre viveu de mártires e, por isso, os movimentos sociais tão ferozmente querem criar um das suas fileiras, ajudado pelos meios de comunicação. Lula é um case. Fica-se com a impressão que ele prefere muito mais ser um novo Cristo do que ser absolvido e disputar a Presidência da República.

O dia cambial

Da NGO Câmbio News: a pressão sobre o dólar é um equívoco sem fundamentos e absolutamente incoerente!

Aproxima-se o dia do Ptax, a virada do mês, e isto enseja embates diários fortes e firmes entre “comprados” e “vendidos” no entorno dos posicionamentos em dólares no mercado financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »