A vaca que explodiu

25 out • A Vida como ela foiNenhum comentário em A vaca que explodiu

História ligeiramente estranha entreouvida na academia que frequento. Dono de padaria dava ao irmão, que morava em um sítio de Viamão, todo pão que sobrava e cuja venda era impraticável. O mano então dava quilos e mais quilos do pão para sua vaca leiteira, crente que seria em termos nutricionais era melhor do que pasto.

Não era, contou a sobrinha dos manos. Um dia a vaquinha explodiu. Como assim, explodiu, perguntaram. O estômago dela explodiu, insistiu ela, foram ver quando abriram a pobre coitada. A legítima vaca-bomba, vejam só. Se o EI descobrir, que C4 ou Semtex que nada, os atentados serão mais baratos. É só ter um fundamentalista padeiro ruim de vendas.

Quando ouvi o causo como o causo foi, pensei logo que era algo associado com o fato que bovinos ruminam, vai e volta do estômago. Conferi com minha filha Fabíola, veterinária que finaliza o Doutorado. Sim, é possível. A explicação é longa, mas resumindo, se “explodir” significa ruptura do rumen (compartimento onde ocorre a fermentação no sistema digestivo dos ruminantes), a vaca realmente foi para o brejo.

Então, se um dia vocês virem uma vaca explodir o culpado não será o mordomo, será o padeiro.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »