A rede

11 abr • Caso do DiaNenhum comentário em A rede

Quando a RBS lançou a edição conjunta de ZH, escrevi que não comentaria nada antes de passado um bom tempo. Ainda tem muito que melhorar, mas, sem dúvida, que a velha e boa reportagem é a estrela do jornal sob nova direção. O caderno doc – reportagem em foco, deste final de semana está muito bom.

São três trabalhos nota 10 ou quase 10, a do repórter que ficou um mês andando só de bicicleta em Porto Alegre, nada de ônibus, carro ou até mesmo a pé, a matéria “Onde estão os católicos?”, o que ele chama de descatolização do Brasil e a entrevista com o Renato Dolci, o paulistano que monitora as redes sociais para o governo federal “A rede virou o espaço para o boato”.

Recomendo. Dolci não indica estratégias, não toma partido, apenas lê o cenário, como está na apresentação. Não que seja uma visão nova ou surpreendente, mas ele enfatiza aquilo que nós colunistas prevíamos: não há mais polaridade nas redes, o que existe é uma descrença generalizada na instituição política.

Eu acho que essa é nosso maior problema. Os políticos (e as instituições, acrescento) fizeram por merecer. Mas é ruim, muito ruim isso.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »