A louca cavalgada

2 mai • NotasNenhum comentário em A louca cavalgada

 Do poeta pernambucano Ascenso Ferreira, no poema O Gaúcho; “Riscando os cavalos!/Tinindo as esporas!/Través das coxilhas!/Saí de meus pagos em louca arrancada!/— Pra quê?/— Pra nada!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »