A história de Estevão

27 mai • A Vida como ela foiNenhum comentário em A história de Estevão

Estevão era um pobre burocrata que vivia dando murro em ponta de faca. Nasceu pobre, estudou até onde podia, mas nunca foi além de ser um burocrata de segunda linha num escritório de terceira. Várias vezes ouviu aquela imoralidade “vamos crescer juntos”. Estevão só conseguia crescer como cola de cavalo – para baixo.

Ouvia falar de conhecidos que estavam mal e chegaram lá por serem pessoas certas na hora e lugar certos, mas nunca teve essa sorte. Estava sempre na hora errada no momento errado com a pessoa errada, torturava-se.

Um dia, e sempre tem um. Estevão foi despedido. Despedido e despejado do seu humilde tugúrio de cama e banheiro. Imerso em tristeza e depressão,  procurou um amigo que era assistente da gerência de um grande banco e disse que não carregava nem um tostão furado no bolso, e que  não tinha nem como pagar o papagaio de pobre que tinha vencido, uma merrequinha de merda. Contou que ia para outro estado vender equipamentos para peões de construção civil, e que fosse o que Deus quisesse.

Cerca de um ano depois, visitou seu amigo bancário. Sem maiores delongas, tirou da sua pasta de couro inferior – cheirando a suor e velhice – um conjunto de fotos que mostravam pés mergulhados em águas cristalinas e de praias maravilhosas e desertas. Toda comissão que ganhava com a venda era aplicada na compra de lotes a preço de banana destas e outras praias vizinhas. Vou ficar rico quando os veranistas descobrirem essas maravilhas, garantiu.

E ficou mesmo. O que comprou por um vendeu por mil. Tornou-se construtor e invadiu áreas empresariais vizinhas sempre com sucesso. As praias hoje famosas ficavam em Santa Catarina. Estevão existiu, mas não com esse nome. A primeira conversa com o bancário foi em 1967. Dez anos depois era homem muito rico, riquíssimo.

O bancário era eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »