A gorjeta

17 set • A Vida como ela foiNenhum comentário em A gorjeta

Nos Estados Unidos, é praxe você pagar o que o taxímetro mostra e mais uma gorjeta. Sem ela, você é um ser desprezível e avarento. Então uma velhinha muito simpática apanhou um yelow cab em Nova Iorque. Perto do destino, abriu a bolsa e tirou uma pequena barra de chocolate e a ofereceu ao taxista, e insistiu que ele a comesse. Quando chegou no endereço solicitado, ela falou.

– O senhor gostou do meu chocolate?

– Oh sim, minha senhora, estava excelente.

A velhinha suspirou.

– Ainda bem. O senhor acabou de comer sua gorjeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »