A falência dos oráculos

5 set • Caso do DiaNenhum comentário em A falência dos oráculos

Tenho sido abordado por preocupados e até angustiados leitores, de todas as classes sociais, que me perguntam basicamente o seguinte: como é que o Brasil ficou desse jeito? Para quem tem como ofício entender a economia e a política é fácil responder. Porque fomos incompetentes, porque fomos soberbos, porque achamos que o modelo econômico baseado no consumo seria para sempre, porque a corrupção campeia, porque a moral coletiva desmoronou. E quando digo nós falo em Governo, que entre outros defeitos cultivou a soberba. Ou não foi o eleitor que o elegeu.

Se você caro leitor faz a mesma pergunta, eu faço outro tipo de questionamento, e para mim mesmo: onde é que isso vai parar? Tenho respostas para os leitores, mas não para a minha pergunta.

Meu estômago dói.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »