A dor do chifre

10 abr • A Vida como ela foiNenhum comentário em A dor do chifre

 O crocodilo saiu do rio e foi tomar banho de sol nas margens para recarregar a bateria, como todos os sáurios fazem há 640 milhões de anos. Não se deu conta que um rinoceronte enfurecido por uma dor no chifre estava disposto a descarregar em alguém. Segundos antes de ser espetado pelo chifre, o crocodilo abriu o bocão.

 – Alto lá, meu amigo! Antes de me matar preciso dizer que tenho uma enorme pena pela tua condição.

 O rino estacou.

 – E que condição seria essa?

 – O chifre. Só tens um chifre. Todos os nossos colegas com esse apêndice tem dois, os elefantes marinhos, os gnus, os búfalos, até mesmo as girafas tem duas guampinhas na cabeça. Que azar o teu, hein? Reluto em te dizer, mas és uma obra imperfeita da natureza. Portanto, és um ser inferior. Então arreda daí e deixa eu tomar meu banho de sol 220 volts.

 A medida que o crocodilo falava, o rino começou a perceber que ele tinha razão, e começou a entrar em depressão, agravada pela terrível dor de chifre que sentia. Amargurado com sua condição, perdeu a vontade de expulsar o crocodilo e já ia embora quando parou de chofre. Voltou e com uma só chifrada o levantou e, na descida, espetou seu chifre na barriga mole do croc. Agonizante, ouviu as palavras do seu carrasco.

 – Ser inferior bosta nenhuma! Se eu tivesse dois chifres estaria com dor em dois e não em um só, sua matéria-prima de bolsa de ser humano, eu sou um animal superior!

 Pouco antes do último suspiro, o lagartão disse suas últimas palavras.

 – Se tu fosses um animal superior, não terias nenhum chifre pra doer, idiota!

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »