A chatice, a chatice…

17 ago • NotasNenhum comentário em A chatice, a chatice…

Começou uma das mais melancólicas fases da disputa eleitoral, os debates entre candidatos a prefeito. Não é só a chatice do que vou fazer isso ou aquilo, como a cobrança dos candidatos oposicionistas, as escadinhas de uma ideologia para os “concorrentes”. E, sobretudo, as regras, a maldição dos bretes impostos pela legislação e pelas emissoras. Como gado japonês confinado, não dá nem para virar a cabeça para o lado.

Isso não é debate, ora bolas. É uma sabatina e olhe lá. Talvez no debate final as coisas esquentem, mas não me convidem para o mesmo sanduíche de mortadela, daquelas cheias de pedaços de banha. Debate é entre dois ou três, quatro no máximo, e com regras livres. Já foi assim, mas como tudo neste bendito país, em vez de ir para a frente engrenamos a marcha-a-ré.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »