A carne é fraca

6 set • A Vida como ela foiNenhum comentário em A carne é fraca

Caminho pela rua Felipe Schmidt, Centro de Florianópolis. Tinha saído cedo do hotel rumo a um compromisso. Não deu tempo para tomar café e também o que eles serviam não era lá grandes coisas. Súbito, sinto no ar um cheiro maravilhoso de pastel, aqueles de carne com ovo e azeitona. O meu nariz captou a origem, uma lanchonete comum. Fui lá. Um rapaz estava recém tirando os pastéis com a escumadeira. Eram enormes, bem mais de palmo. Sucumbi. Sentei no tamborete.

– Me dá um pastel e uma taça de café preto.

 O atendente pega um prato e bota dois pastéis.

– Rapaz, eu pedi um.

Sem pestanejar o guri devolve.

– Dei-lhe dois porque a carne que o senhor acha que está em um só está em dois.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »