A bocha

11 mai • Caso do DiaNenhum comentário em A bocha

 Sempre há grande dificuldade em explicar para um estrangeiro, mesmo razoavelmente bem-informado, o que se passa no Brasil, como temos essa loucura e convivemos com ela. Ultimamente, não tenho ouvido perguntas de estrangeiros, e acho que eles estão suficientemente alarmados com o que se passa no país deles.

 Em todo o caso, o nosso não está bem. A ZH publicou matéria sobre uma briga em cancha de bocha em uma localidade chamada Arroio Bonito, no Vale do Rio Pardo (RS). Briga que terminou com quatro mortos. Quatro mortos, cáspite, e por causa de um joguinho de habilidade manual cujo resultado se mede com uma régua simples ou trena para ver qual bola está mais perto! Não deram maiores detalhes, mas aposto que tem cachaça no meio (ou no início) da bronca.

 Na maioria dos casos, é o álcool. Com ele, não precisa de motivo. Mas a bebida também alivia tensões e deixa todo mundo cordial, pelo menos no início. Depois, vem o nosso lado Mr Hyde, o lado selvagem.

 Merecíamos um recall.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »