A arte da falsificação

13 jun • Caso do DiaNenhum comentário em A arte da falsificação

Um PM esperto, que sabe somar dois mais dois, é um cara a ser muito considerado. O caso saiu no Correio do Povo. Na noite de quinta-feira passada, um policial militar à paisana de Gramado percebeu “algo estranho” em um Cruze, com placas de Cachoeirinha mas Cachoeirinha sem o “I”. Aparentemente estava tudo normal, mas não estava. Para encurtar o caso, a falsa tarjeta levou à prisão de um casal que carregava drogas em quantidade.

Fez lembrar um caso semelhante ocorrido em Porto Alegre, nos tempos em que a Brigada fiscalizava o trânsito. Um jornalista que mudou de profissão e abriu um bar na rua Duque de Caxias, estranhou que diariamente um PM multasse e depois “desmultasse” os carros estacionados na rua assim que os donos dos veículos chegava e levavam uma breve conversa com ele.

Para tirar a cisma, foi em cima dele para conferir e deparou-se com um civil praticando falsidade ideológica. Na ombreira do lado esquerdo lia-se 1º BPM; na ombreira oposta, estava escrito 9º BPM. Durante semanas, engordou sua conta com as desmultas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »